Ir para conteúdo

CategoriaProteção

Onde Nos Cortam, Nós Brotamos: A resistência dos terreiros contra violações de Estado

ONDE NOS CORTAM, NÓS BROTAMOS – A RESISTÊNCIA DOS TERREIROS CONTRA VIOLAÇÕES DO ESTADO

por Patrick Melo A Baixada Fluminense é a região que concentra o maior número de terreiros de candomblé no Estado do Rio de Janeiro, e é também o território com … Continue lendo ONDE NOS CORTAM, NÓS BROTAMOS – A RESISTÊNCIA DOS TERREIROS CONTRA VIOLAÇÕES DO ESTADO

AHOMAR – RESISTÊNCIAS E AMEAÇAS

De fato o que hoje precisamos é continuar ajudando nosso povo, nossa gente e na defender a vida de nossa Baía de Guanabara. Pois nos pescadores artesanais vemos o mundo de outra forma, enxergamos a Baía de Guanabara, não como um ecossistema marinho e sim como uma verdadeira mãe, que estar vendo o início de seu fim. Em que a tempos chora a morte de seus filhos e os pescadores artesanais. 

LANÇAMENTO: BOLETIM FEMINICÍDIOS 2022

Para relembrar as que vieram antes de nós neste Dia Internacional de Lutas das Mulheres (#8M), a Iniciativa Direito à Memória e Justiça Racial está promovendo a Campanha #8MdasPretas para resgatar o protagonismo das mulheres negras na luta por direitos sociais femininos. Por isso, convidamos a todes para conferir o Boletim de Feminicídios e Violência de Estado na Baixada Fluminense/RJ.

FORMAÇÃO SOBRE PROTEÇÃO PARA JUVENTUDES DA BXD. FLUMINENSE.

Seguimos como IDMJR mobilizando e dialogando com os nossos e nossas na Baixada Fluminense.  Fomos convidados pela Visão Mundial, com o MJPOP – Monitoramento Jovem de Políticas Públicas para realizarmos uma formação sobre segurança pública e protocolos de proteção com jovens nos territórios periféricos e favelados . A atividade   foi realizada de 13h às 17h  durante  os dias 16/02 /2022 e 17/02/2022.

IDMJRACIAL PARTICIPA DO LANÇAMENTO ARTEDDH

ranco, Movimento Moleque, Movimentos, Núcleo de Assessoria Jurídica Popular Luiza Mahin/NAJUP, Instituto de Defesa da População Negra/IDPN,Blogueiras Negras, Grupo Tortura Nunca Mais RJ, Redes da Maré, Coletivo Minas da Baixada, Centro de Direitos Humanos de Nova Iguaçu,Grupo Conexão G – Cidadania LGBT de Favelas e Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra/MST lançaram oficialmente a Articulação Estadual de Defensores e Defensoras de Direitos Humanos.