Ir para conteúdo

TagJustiça Racial

MPRJ E A CHACINA DO JACAREZINHO: O DIREITO COMO LEGITIMADOR DAS VIOLÊNCIAS COMETIDAS PELO ESTADO

Nesta semana, o Ministério Público do Rio de Janeiro – MPRJ, indiciou dois policiais civis, um por fraude processual e o outro por homicídio doloso na Chacina do Jacarezinho. Após essa comunicação na grande mídia, parte de organizações de direitos humanos que se colocam no campo abolicionista, começaram a celebrar isto como uma vitória das favelas e periferias. Mas será que é realmente um avanço?

ENTREVISTA – INAUGURAÇÃO DO MEMORIAL CARLOS HENRIQUE

O memorial Carlos Henrique faz parte de uma série de memoriais que a Iniciativa vem produzindo junto com familiares vítimas de violência de Estado fazendo, através da arte do grafite, uma forma de justiça afetiva contra a política de morte organizada por uma série de ausências sistemáticas que faz parte da história da Baixada Fluminense.

14 MESES DE PROIBIÇÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS

Já são 14 meses de proibição da realização de operações policiais durante o período de isolamento social em todo o território do Rio de Janeiro, a IDMJR segue acompanhando e sistematizando os principais impactos da liminar expedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin no dia 06 de junho de 2020 – ressalta-se que esta liminar foi expedida antes dos pareceres do STF para ADPF 635¹.

ARMAS NÃO LETAIS: MATAM!

utalidade policial, as forças de repressão dos EUA têm rotineiramente disparado balas de borracha contra manifestantes desarmados, de Minneapolis a Los Angeles, Phoenix a Nashville etc. Essas armas “não-letais” ou menos letais se tornaram uma ferramenta padrão do policiamento nos EUA, juntamente com gás lacrimogêneo e spray de pimenta, usadas livremente contra manifestantes e jornalistas.