Ir para conteúdo

LANÇAMENTO DO BOLETIM DESAPARECIMENTOS FORÇADOS: DA ESCRAVIDÃO ÀS MILÍCIAS

Por IDMJR


No Brasil, o aprisionamento e a retirada forçosa de corpos de seus territórios perpassa toda a formação social e econômica brasileira desde o tempo de colonização até o atual período dito democrático.

Os métodos de desaparecimentos forçados de corpos foram utilizados constantemente como forma de terror do Estado em diferentes tempos históricos e sob distintas condições.

Por isso, a importância da construção de uma memória coletiva que sirva para a luta por reivindicação de mudanças estruturais históricas.

Confira o Boletim II.2021 Desaparecimentos Forçados: Da Escravidão às Milícias!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: