Ir para conteúdo

TagMilícias

INCIDÊNCIA POLÍTICA: RECOMENDAÇÃO DO MPF SOBRE CENTRO INTEGRADO DE COMANDO E CONTROLE NA BAIXADA

Diante da assinatura de um Convêncio entre a Prefeitura de Duque de Caxias e o Governo do Estado será implementado Centro Integrado de Comando e Controle , a IDMJR preocupada com a intensificação de políticas públicas com uso de videomonitoramento e reconhecimento facial que já se mostrou como mais um instrumento de reprodução do racismo estrutural, encaminhamos uma representação ao MPF evidenciado os equívocos da implantação de um CICC.

100 DIAS DE OPERAÇÕES POLICIAIS EM BELFORD ROXO

A IDMJR ressalta que já são 100 dias ininterruptos de uma megaoperação policial para implementação de um destacamento de Policía Militar. No total, foram 26 operações policiais, 28 registros de tiroteios e 03 chacinas que resultaram em mais de 30 pessoas assassinadas. Essas violações vem acontecendo e desrespeitando a liminar de suspensão das Operações Policiais expedida pelo Ministro Faccin do Supremo Tribunal Federal que proíbe operações policiais durante a pandemia de Covid-19.

10 MESES DE PROIBIÇÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS

Já são 10 meses de proibição da realização de operações policiais durante o período de isolamento social em todo o território do Rio de Janeiro, a IDMJR segue acompanhando e sistematizando os principais impactos da liminar expedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin no dia 06 de junho de 2020 – ressalta-se que esta liminar foi expedida antes dos pareceres do STF para ADPF 635¹.

9 MESES DE PROIBIÇÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS

Chegamos aos 9 meses da proibição da realização de operações policiais durante o período de isolamento social em todo o território do Rio de Janeiro, a IDMJR segue acompanhando e sistematizando os principais impactos da liminar expedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin no dia 06 de junho de 2020 – ressalta-se que esta liminar foi expedida antes dos pareceres do STF para ADPF 635¹.

LANÇAMENTO DO BOLETIM FEMINICÍDIOS E AS MILÍCIAS NA BAIXADA FLUMINENSE

Para relembrar as que vieram antes de nós neste Dia Internacional da Mulher, a Iniciativa Direito à Memória e Justiça Racial está promovendo a Campanha #8MdasPretas para resgatar o protagonismo das mulheres negras na luta por direitos sociais femininos. Por isso, convidamos a todes a participar da Live de Lançamento do Boletim de Feminicídios e as Milícias na Baixada Fluminense às 18h no Facebook da Iniciativa.

7º PODCAST IDMJR: FEMINICÍDIOS E SEGURANÇA PÚBLICA

Neste 7° Episódio do Podcast da IDMJR na eminência do #8M vamos debater sobre Feminicídios e Segurança Pública. Uma excelente discussão sobre como não é possível realizar o enfrentamento aos casos de feminicídios e violência contra mulher sem entender o funcionamento da Política de Segurança Pública do Estado.

LANÇAMENTO: #8MDASPRETAS

Para relembrar as que vieram antes de nós, durante a semana do Dia Internacional da Mulher, a Iniciativa Direito à Memória e Justiça Racial promoverá a Campanha #8MdasPretas para ratificar o protagonismo das mulheres negras na luta por direitos sociais femininos e na luta contra a violência do Estado. Confira a nossa programação!

PRODUÇÃO DA MORTE EM BELFORD ROXO

Dado esse contexto, conseguimos entender a latente produção de morte no capitalismo dependente brasileiro e em áreas predominantemente pretas não há limites para produção de morte cotidiana, como o caso de Belford Roxo. Em que a execução de corpos negros diariamente não gera comoção popular e nem visibilidade midiática.

POR QUE PRECISAMOS FALAR SOBRE A POLÍTICA DE DROGAS?

Iniciamos essa breve reflexão, dizendo que política de drogas não é questão de polícia e sim de Saúde Pública. Ontem, dia 27/01/2021, jovens que estavam internados em uma comunidade terapêutica chamada Centro Terapêutico Salvando Vidas em Itaguaí fugiram e logo em seguida seus familiares receberam a notícia que estavam mortos.

MORTES EM BELFORD ROXO

No dia 11 de janeiro de 2021, ocorreu em Belford Roxo no Complexo do Roseiral e adjacências uma operação policial com arsenal de guerra civil, foi a primeira vez que a região teve contato com algo deste porte. Uma megaoperação policial que contava com vários blindados, caveirões, uma grande quantidade de policiais, a participação de diversos grupos táticos, como o BOPE, BAC e Choque.

7 MESES DE PROIBIÇÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS

Já chegamos aos 7 meses da proibição da realização de operações policiais durante o período de isolamento social em todo o território do Rio de Janeiro, a IDMJR segue acompanhando e sistematizando os principais impactos da liminar expedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin no dia 06 de junho de 2020 – ressalta-se que esta liminar foi expedida antes dos pareceres do STF para ADPF 635¹.

6 MESES DE PROIBIÇÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS

Ao longo de 6 meses de implementação da liminar que impede as operações policiais no território fluminense, identificamos um total de 171 operações policiais ocorridas apenas na Baixada Fluminense. Sendo 89% das operações policiais realizadas na região são feitas pela Polícia Militar e 11% pela Polícia Civil.
Estamos assistindo ao completo descaso no cumprimento da liminar que proíbe as operações policiais durante a quarentena – desde que em circunstâncias excepcionais. Portanto, todas essas ações que continuam acontecendo no território são ilegais e descumpre uma liminar do STF.

MILITARIZAÇÃO DA POLÍTICA: DA DIREITA À ESQUERDA

Com a eleição da chapa Bolsonaro/Mourão essa militarização da política ganhou mais força. No governo Bolsonaro vemos militares ocupando cargos de ministros, comandando estatais e definindo toda a orientação política do Estado. Essa militarização também se consolida com candidaturas militares no campo da esquerda e consolida a adesão da esquerda à tese das “reformas” das Polícia – que lembremos são legados autoritários da ditadura militar. Hoje tanto a direita, como a esquerda precisa de um policial para chamar de seu ou sua, mas a questão não passa pelas pessoas e sim pela instituição polícia.