VÍTOR OLIVEIRA: MEMÓRIAS DA SAUDADE E LUTA CONTRA A VIOLÊNCIA DO ESTADO

Existe alguma forma de nomear uma mãe que teve seu filho, que é sua descendência, seu legado, retirado violentamente da sua existência, pela violência que estrutura o Estado genocida no Brasil? Qual o senso de justiça que pode tornar menos pesada a dor de familiares e amigos vitimados pelo Estado?